CONTATO: +55 (19) 3846 1161 | +55 (19) 3846 9482

Como evitar contaminação em uma sala limpa

Conhecer os principais procedimentos para evitar contaminação em uma sala..

<h1>Como evitar contaminação em uma sala limpa</h1>

Como evitar contaminação em uma sala limpa

Conhecer os principais procedimentos para evitar contaminação em uma sala limpa é fundamental para a sua manutenção. Afinal, o projeto de implantação, a própria operação e limpeza de uma área limpa exigem investimentos e esforços contínuos. Desta forma, a melhor maneira de prevenção de uma possível contaminação, é antes conhecer as fontes de transmissão ou propagação de impurezas.

Quais são as principais fontes de contaminação de uma sala limpa?

Geralmente, as fontes de contaminação em uma sala limpa são classificadas em dois grupos: fontes internas e fontes externas, que contagiam o ambiente controlado.

  • Fontes internas de contaminação em uma sala limpa:

Todas as partículas em uma sala limpa, são geradas por pessoas e desgastes. Pois são os desgastes das superfícies que podem contaminar interior de uma área limpa, com o uso do cotidiano dos equipamentos e o processo produtivo em si. As equipes que operam dentro das salas limpas podem constituir a maior fonte de partículas – e possível fonte de contaminação. É possível que os operadores gerem de milhares a milhões de partículas em um único minuto dentro de uma sala limpa.

  • Fontes externas de contaminação em uma sala limpa:

As fontes externas de contaminação são todas aquelas partículas que entram na sala limpa originadas do ambiente exterior. Esse tipo de contaminação em uma sala limpa normalmente acontece através de infiltrações em portas, janelas e outras aberturas nas salas. A maior fonte externa de contaminação é mesmo o ar insuflado do sistema de ar condicionado.

Quais ações posso tomar para evitar contaminação em uma sala limpa?

  • Ações para prevenir contaminação via fontes internas:

Uma maneira de controlar as partículas geradas pela equipe que opera a produção de uma sala limpa é o uso de procedimentos de vestuário adequados – muitas vezes são necessárias vestimentas novas – e também é imprescindível o fluxo de ar, especialmente projetado para limpar os operadores, continuamente.

  • Ações para prevenir contaminação via fontes externas:

Uma importante aevitar contaminação em uma sala limpação a se tomar para evitar contaminação em uma sala limpa por fontes externas operacionais é a implantação de sistemas de filtragem de ar. Já no caso de salas limpas em repouso, a concentração de partículas dependerá diretamente da concentração de partículas que existirem na área exterior.

As principais fontes de contaminação externas devem ser controladas inicialmente por filtração do ar insuflado (foto ao lado), pressurização do ambiente e, finalmente, por vedação de frestas. Esse processo deve fazer parte da manutenção e limpeza contínuas das áreas limpas.

Principais contaminadores dos ambientes de salas limpas

Outros contaminantes ocorrem na natureza, como o pólen, as bactérias, os microrganismos vivos ou mortos, a poeira ou partículas de líquidos e sólidos diversos. Ainda assim, reforçamos que as pessoas neste ambiente de trabalho são as responsáveis por uma possível contaminação em um ambiente controlado de sala limpa, pois elas são a principal fonte de partículas, liberando-as através da descamação da pele, cabelos, fiapos de roupa, cosméticos, emissões da respiração e bactérias. Em muitos processos de fabricação estas partículas presentes no ar são consideradas como fonte de contaminação.

Existem muitas atividades que podem colocar em risco uma operação de sala limpa e, portanto, alguns cuidados devem ser tomados para evitar qualquer contaminação nessas áreas. Assim, é importante estar atento para cada atividade executada pelas pessoas que operam dentro das salas limpas. Uma atividade onde o pessoal que opera a sala limpa escreve dentro da sala, por exemplo, é um risco, pois essa atividade pode aumentar a concentração de partículas nas áreas limpas.

Outras ações para controlar  e evitar a contaminação em uma sala limpa

Para controlar e evitar contaminação em uma sala limpa, é importante considerar a sua classificação. O que define a classe de uma sala limpa é a concentração de partículas no ar de uma determinada dimensão. Sobre isso, a deposição de partículas nos produtos e equipamentos deve ser igualmente considerada. E a ações a serem tomadas para controlar a contaminação são o uso de técnicas como aerossóis, filtragem e fluxos de ar limpo, considerados como os primeiros passos para se controlar uma possível contaminação em sala limpa.

Todavia, os projetistas de áreas limpas procuram controlar e até mesmo prevenir a geração interna de partículas por completo. Para isso, eles precisam se antecipar às fontes internas de contaminação e projetar os mecanismos de controle e fluxos de ar adequados, a fim de limitar o efeito destas contaminações. Desta forma, as barreiras de insuflamento de ar, o controle do fluxo de ar e a vedação de uma sala limpa são importante passos a se dar para evitar a contaminação destes ambientes e seus produtos.

Quanto ao pessoal que operam as áreas limpas, recomendamos que seja realizado intenso treinamento onde devem ser informadas as melhores práticas para operação de salas limpas, considerando procedimentos, processos e comportamentos de todos da equipe.

Os móveis, maquinários e equipamentos que compõem uma sala limpa são peças fundamentais que devemos considerar como fonte de contaminação, devido ao seu desgaste, limpeza e manutenção. Assim, ao projetar a sala limpa deve considerar que a área esteja bem lacrada, com o mínimo possível de cantos vivos. Isso evitará saliências, fendas e possíveis aberturas. Portanto, recomendamos que ao projetar a área limpa, uma das ações para controlar a contaminação é que todos os acabamentos da sala devem rígidos, não escamáveis e muito resistentes ao desgaste ou abrasão, aumentando assim a vida útil da sala limpa e evitando a propagação de impurezas e possíveis contágios.

Dúvidas?  Entre em contato que te ajudaremos


Share This:

Newsletter

CONTATO Rua Anésio Marciano, 92 | Jd. Vista Alegre | Vinhedo | SP +55 (19) 3846 1161 | +55 (19) 3846 9482 asmontec@asmontec.com.br